Um dia você precisa sair do ninho!

Hora de dar tchau para o velho quarto que você tinha desde a infância na casa dos pais e alçar o próprio voo em um imóvel próprio ou alugado, morando fora da barra da saia da mãe e pagando as próprias contas (e mais contas).

É, a vida de adulto chega um dia e por mais cruel que seja a realidade de ter que se virar sozinho na maior parte das vezes, é empolgante construir algo por si. Trocar um móvel, quitar uma dívida, redecorar um cômodo, etc. Tem muitos tropeços e mancadas no caminho, mas é inevitável isto. O bom é que você possa viver isto enquanto pode contar com o suporte e conselhos dos pais, porque quando eles já não estiverem mais conosco, a coisa realmente é só com você e pode ser desesperador.

Vejam algumas dicas aqui de quem está neste processo de construção de uma vida longe dos pais (bem longe mesmo – eu em SP e eles no RS).

 

1. Emprego e estabilidade

O bacana é só partir quando você tiver emprego e, melhor ainda, alguma estabilidade. A estabilidade nem sempre quer dizer estar há dois anos na mesma empresa, mas sim se garantir no mercado de trabalho, quando você sente que se por acaso for demitido ou a coisa apertar de algum modo, você consegue segurar a barra e ter uma fonte de renda novamente.

Isto vale tanto se você quer comprar ou alugar um imóvel. Para comprar, óbvio, é a segurança profissional é mais forte, pois envolve um compromisso financeiro de anos e anos.

 

2. Saiba administrar sua grana

Lidar com o dinheiro é o primeiro grande desafio. Você terá ao menos uma grande conta fixa por mês: ou aluguel ou parcela de financiamento. O ideal é que você não comprometa sua renda mensal com moradia em mais de 20% a 30%. Mais do eu isto é arriscado e as chances de você passar apertos é grande – eu passei por isto com um gasto de 50% e não é nada legal sair do controle. Pode acreditar.

 

3. Aonde vai morar?

Não somente o tipo de imóvel, se casa ou apartamento, e o tamanho que contam, mas o local onde viverá vai influenciar muito no seu estilo de vida e tem impacto direto nas suas finanças.

Morar perto do trabalho é o melhor dos cenários, mas nem sempre possível. Não precisar pegar trânsito ou transporte público por muito tempo melhora muito sua energia, em relação ao cansado diário, para a vida. Consegue aproveitar melhor as coisas na sua rotina.

Mas também este lugar pode ser uma tentação de compras e consumo para quem tem uma quedinha por uma loja, um hambúrguer, uma comida boa, etc. Experiência própria também – você acaba por fazer muitas refeições fora de casa, por conta das opções existentes, e do nada… o dinheiro se esvai. O melhor é comer em casa (mas não pedindo delivery, né?)

 

4. Vai mobiliar tudo ou já é mobiliado?

Esse também é um ponto crucial para ir morar no seu canto. Muitos dos apartamentos para alugar em São Paulo, por exemplo, contam somente com armários de cozinha e guarda-roupas, e alguns com fogão. Óbvio que existem opções com mobília completa, mas não é a sua decoração – logo, isto pode lhe incomodar com o passar de um tempo.

Pense que o básico do básico para você morar tranquilo é ter: sofá, televisão, escrivaninha com cadeira, mesa com cadeiras, fogão, geladeira, máquina de lavar roupas e cama. O básico mesmo. Fora isto vai precisar das panelas, pratos, copos, talheres, roupa de cama, toalhas… Vai uma boa grana nisto, mas você pode, de início, comprar móveis e eletrodomésticos usados e ir trocando com o tempo. Quando comprar uma nova geladeira, revenda a antiga e assim não se perde tanto dinheiro nisto, nem se desembolsa tanto no começo.

 

5. Vá com humildade e seja feliz

Pronto para se aventurar na vida? Vá com calma, cautela e sempre conte com o apoio da família com conselhos e, esperamos que não, efetivamente nas finanças se apertar o orçamento. É fundamental que ocorra este passo na sua vida, mas ele significa independência e não um corte nos laços familiares.

Se você estiver passando por isto e tiver algumas dúvidas, converse com seus amigos e parentes que as coisas vão ficar mais claras para você. Ou se preferir, pode conversar comigo pelo meu email falavagner@gmail.com.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s